segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Wherever you are...

... i miss you a lot granny! :'(

Rescaldo do 1º dia de trabalho...

... Pois o regresso ao trabalho nunca é fácil... ontem ainda adormeci optimista... a pensar que estava mais calma, mais motivada, contente por rever certos colegas e para a palhaçada do costume... hoje foi só acordar e por os pés no trabalho para rapidamente mudar de idéias.. aqui está o resumo de uma semana de férias:

1- esqueci-me da password o que me valeu 5 minutos de atraso no login;
2- o meu material de trabalho estava danificado porque alguém se lembrou de me "surrupiar" algumas partes;
3- caixa de correio: 156 emails (numa só semana)- 120 eram ameaças e raspanetes da "chefona" que não se deu ao trabalho de ver que eu não estava... foi o verdadeiro monólogo ao género: "Não me respondes porquê?", sendo que o motivo dos sermões era o facto de ter deixado processos em aberto porque algum incapaz não tratou deles em 48 horas... mesmo assim tive o cuidado de os encaminhar para um chefe;
4- o maravilhoso email baseado numa qualquer lei (apenas pela metade) de que éramos obrigados a fazer horas extra caso contrário éramos despedidos com justa causa ("esqueceram-se" da parte que por "x" horas temos direito a uma folga...);
5- mais uma vez e porque parece já ser hábito, os chefes vieram para a minha beira controlar o meu trabalho;
6- na minha hora de saída ainda tive de pedir para vir embora;
7- "esqueceram-se" de me pagar o feriado do mês passado;
8- clientes verdadeiramente estúpidos e a reclamar só porque sim...

Resultado? Mais uma semana de férias por favor!!!

domingo, 30 de outubro de 2011

Pensamento de sempre

... o que vale, é que temos sempre os horários de inverno para atrasar a hora :)

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

E nos ouvidos levo...

E aqui vou eu...

... porque sair à rua com o vento que está, pode ser uma enorme aventura...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Programa da noite

... com uma destas nas pernas e um filme no Pc... vamos lá a ver o que vou achar do: "Friends with benefits"...

Mau tempo

O que vale é que estou de férias... que não me imagino a ir assim para o trabalho... e que bem me sabe estar no quentinho a ouvir esta chuvada...
Para os que andam pela rua, cuidado, ouvi dizer que vai piorar durante o dia...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Pensamento do dia

Odeio quando a preguiça de uns provoca o desespero e raiva de outros! Já estava na hora não? Bolas...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Música do momento

Pensamento da noite

Gosto

Se há coisa que gosto nas férias é ter tempo para estar com alguém que amo. E hoje não foi excepção. Sair de casa com o frio para ir buscar o meu pequenino à escola, valeu bem a pena quando me diz com um sorriso de orelha a orelha: "A tia veio buscar-me à escolinha" seguido de um abraço e beijinho! 
E assim se põem as conversas em dia e os segredos também, já que tem "(...) duas namoradas mas "a tia é o meu bebé!" =')

Pensamento da noite

These days bring me old memories...

domingo, 23 de outubro de 2011

Gosto...

Domingo...e...

...parece que chegou o outono de vez...

Going there tomorrow.

Hoje as histórias voltam em vozes diferentes. Pessoas que nunca havia visto. Gentes de outras cores e feitios. Cultura diferente e sempre sorridente.
Nunca os tinha visto mas gostei deles. Contam histórias que soam a embalo na minha imaginação. Levam-me daqui sem tirar os pés do chão e aterro no sítio que mais gostaria de ir.
Tantas oportunidades de ir mas tão poucas certezas. O "timing" dizem ser o mais importante. Por isso atrevo-me a desculpar com um simples: "Ainda não é o timing certo para lá ir.".. É mentira eu sei... a falta de coragem é que ainda não me levou lá... a falta de certezas, o medo da desilusão. Nada disso é forte ao ponto de não me levar lá... apenas me faz mais cautelosa... Combino melhor para estar certa e segura na hora da partida. Sei que sim. Sei-o desde pequena e nada nem ninguém me impedirá de ir. 
E eles falam. E contam. Histórias que tantas vezes imaginei na minha cabeça mas nunca em 1ª pessoa. Sei que o dia está perto mas até lá, resta-me sonhar. E eu sonho. Deixo-me levar nas aventuras que contam com alegria. Parece tudo tão fácil que me leva a pensar que se calhar, é. Tudo é simples e nós é que gostamos de complicar. 
Acaba a história. A deles. A minha só ficou mais perto de acontecer. Deito-me a seguir, embalada pela força que me deram mesmo sem se aperceberem. Sei que "amanhã" estarei lá.

sábado, 22 de outubro de 2011

Pensamento do dia (2)

Pensamento do dia (1)

Sim esse saquinho pequenino tem o fantástico poder de nos parar. Sim, provoca em nós uma sensação de peso e ardor que tudo o que imaginamos se traduz numa única sensação: Nojo! O saquinho, mais conhecido por estômago, que me fez andar às voltas dois dias, parece estar a recuperar aos poucos o que me deixa a pensar na cura... qual chás, qual comida cozida... o resultado nestes casos, só aparece se comermos pouco... mas daí vêm as dores de cabeça... fraqueza e alguma fome... juntando a terrível necessidade de cafeína (que não pude ingerir), que tanta falta me faz! 
Foram dois dias para esquecer... por um lado o vómito eminente por outro as dores que não podiam ser amenizadas com comprimidos... para a próxima, tiro o estômago fora e já está! 
Fantástico organismo o nosso, que quando uma coisa tão pequena está mal, nos põe numa cama sem vontade para nada! Malditas barras de cereais!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Without you...

... i'm nothing. Parabéns Bee***

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

=)

Lie to myself

And if we discover it was all a lie? Another charming story just to beautify the real life? Something well built and assembled, that later he had no ability to deny? If what we have, after all is not existing? Important details were omitted or lies told for whatever reason... and now?
Should we forgive?
Apologize?
Forget it?
Or continue?
What's the use to continue if they lie to us?
What is the worth of fighting for someone who is playing dirty?
How to believe in someone that already lied to us?
There was no reason to lie. It was something so insignificant and small... and yet ... it's a lie ... Now what?
If you suddenly wake up and discover that the cost of that lie, is doubt?
the doubt about every conversations held? Thoughts? Of experiences? Relationships or feelings?
Can we believe? Is it a lie? And what is true in all this?

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Porque esta hoje...


... fez todo o sentido... e eu nem sou muito de ouvir "Deolinda"...

Neura da tarde

Já tive pessoas que se chatearam comigo por muita coisa... umas vezes com razão outras nem por isso! Mas nunca me tinha acontecido alguém se chatear comigo por ter estragado uma tampa de uma caneta... Nem foi a tampa... foi aquela espécie de pregadeira para espetar na camisa... Era de tão boa qualidade que mal lhe peguei partiu... "Era de estimação..." foi a resposta que me deram... Não condeno! Não condeno o valor emocional que certos objectos têm para mim mas estão guardados e não os empresto a ninguém! Se se estragarem, só me culpo a mim! Agora sinceramente... fiquei a pensar: Será que as pessoas dão demasiada importância a coisas fúteis ou são apenas mitras ao ponto de nos quererem fazer sentir culpadas por uma caneta de 50 cêntimos? Deve ser da crise... deve ser, deve!

Pensamento da tarde (II)

Vá Zé... anima-te! Faltam 3 dias para nos rirmos e termos o merecido descanso! Depois das férias eu dou-te as consultas de psicologia à borla que me andas a pedir insistentemente =)

Pensamento do dia

... e hoje deram-me 22 anos... e ao contrário de muitas outras vezes, fiquei sem saber o que pensar... não sei se é bom ou mau...

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pergunta da noite

Vá... confessem lá quantas vezes o fizeram? =)

domingo, 16 de outubro de 2011

Pensamento do dia

O mundo, tal como o conhecemos, está a tornar-se um barril de pólvora... prestes a explodir...

Apanhada pelo: "Lie with me"


"All these people drinking lover's spit
They sit around and clean their face with it
And they listen to teeth to learn how to quit
Tied to a night they never met...
You know it's time that we grow old and do some shit
I like it all that way
I like it all that way...
All these people drinking lover's spit
Swallowing words while giving head
They listen to teeth to learn how to quit
Take some hands and get used to it... "

sábado, 15 de outubro de 2011

Don't like

Estou farta do facebook. Farta dos amigos reais que entretanto se tornaram apenas virtuais. Pensei que era uma forma de nos aproximar mas afinal de contas só serviu para afastar ainda mais. Quem está no nosso mundinho virtual, sabe que está a "picar o ponto" de entrada. Sabe que não os podemos condenar por andarem desaparecidos ou por já não ligarem. Experimentem só confrontá-los e a resposta será a mesma de sempre: "mas tu estás no meu facebook!"...
Mas a realidade é que não estão. Está apenas uma cara ou várias, a comprovar que afinal de conta as pessoas têm tempo para tudo na vida... só não têm tempo para nós. Quando têm, geralmente é para nos mandarem convites para jogos, pedidos de ajuda a resgatar animais abandonados ou para fazermos "like" nalguma página que lhes pertence.
Estou sim! Farta do facebook e das suas invenções. Da qualidade e tempo de vida que nos rouba e do mundo "Big Brother" em que se tornou. Já ninguém dá valor às conversas, encontros... deixaram que a internet lhes controlasse a vida social e o que está a dar são os vídeos gravados de telemóveis, sobre porrada, falta de educação e uma qualquer idiotice! Os insultos nas páginas de miúdas e miúdos, que andam interessados em alguém que gostam ou o "voyeurismo" em páginas alheias.
Comecei por colocar a minha página privada, a só aceitar convites de quem conheço, alheia a pedidos de amizade de "mulherengos" ou velhos obscenos em andropausa... até das miúdas que pensavam que eu era da linha "S.O.S. amizade"... mas de nada adiantou... Só consegui constatar que dos meus 200 e tal amigos, metade se converteu ao virtualismo. Ridículo! Se nem na internet estão presentes, será que merecem estar na minha agenda? Na memória?
Quanto aos outros, os que vivem da cusquice alheia, não sei, sei que eu já estive mais longe de apagar a minha página.
Num mundo que cada vez vive mais da evolução da tecnologia, apenas sei que estou cada vez mais virada para o passado. Só assim serei livre.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Hummmm. . .


Aiii Eric Balfour... já me vinhas cantar essa ao ouvido... :D

Like bubbles.

São passos leves os que me levam esta manhã. Cheira a verão neste dia quente de outono. O tempo troca-nos as voltas e trocou-me os sentidos.
Apetece-me descalçar e caminhar assim pela rua, imaginando que estou mais perto de onde quero estar. Deixo-me levar até perder a noção de realidade e fantasia. Deixo-me entregue aos sentidos... faz muito tempo que não o permitia. Presa a demónios interiores que me mantinham recta e limitada. Eles querem sair mas esta manhã quente, consigo matá-los um a um. Sem dó nem piedade. E tudo fica mais leve. O ar torna-se respirável outra vez. O chão volta a fazer parte inferior dos meus pés. O meu corpo torna-se escorregadio e movediço. E eu caminho ao som da música que ecoa nos meus ouvidos.
Entro no metro e danço. Sem me importar com olhares alheios. Ao som da música que me soa a melodia, bato o pé e mexo a anca. Sinto os outros que me olham apenas com desdém. Nada disso me importa. São invisíveis. É sexta-feira e estupidamente estou feliz. Não quero dizê-lo ao mundo inteiro mas não vou deixar que me roubem esta leveza.
Hoje, caguei para o mundo!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Count down

8 and counting =)...

Love it


"I turn the music up,
I got my records on
I shut the world outside until the lights come on
Maybe the streets alight,
Maybe the trees are gone
I feel my heart start beating to my favourite song (...)"

Pensamento do dia

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Without you...

... i'm feeling incomplete... need you strong and healthy...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Portugal no seu pior

EU: "(...) fez uma chamada para o reino unido..."
CLIENTE: "EU? NÃO! NÃO CONHEÇO NINGUÉM LÁ! Para o estrangeiro só ligo para um único número, que é do meu filho... mas não é pró reino unido... é para Inglaterra!"
EU: "Mas Inglaterra é reino unido sra!"
CLIENTE: "Ahhhh?"

P.S.- God save the client...

domingo, 9 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Música que me apetece


"Feel that water touching your lips
Kissing your skin
Turns the scene complete
Feel that water burning your lips
Thrilling your skin
Turns the scene complete(...)"

Again...

... depois de uma semana cheia de reclamações, mentiras, pessoas merdosas e confusões... sabe bem estar de folga 2 dias. Longe de tudo e de todos... Longe do que não me faz ser feliz.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Música da noite


"Is our secret safe tonight
and are we out of sight
Or will our world come tumbling down?
Will they find our hiding place
is this our last embrace
or will the walls start caving in?"

Sonhar acordada.

E eu penso. Demais. Iludo-me a cada pensamento que deixo a minha cabeça ter, mais 5 minutos do que o normal. Desculpa. Ninguém tem culpa de querer ou sonhar com uma coisa melhor do que a realidade. Mas o tombo é grande. Neste momento sinto a minha cabeça como uma locomotiva a vapor. Fumega à velocidade furiosa das minhas ideias que vão mais longe do que os meus passos. Vai explodir. Eu sei que vai. Mas não queria. Queria apenas que fosse verdade o sonho que sonho. O que desejo e quero. E eu nem peço muito.
Sim. Há palavras que nunca direi. Por vergonha. Por medo. Por superstição. Por me faltar a voz. Por cansaço. Por comodismo ou pura estupidez. E sim... Traí. Traí-me a mim mesma em todos os momentos que consinto o que não quero. Nos momentos em que deixo os meus sonhos e desejos serem trocados por momentos de menor interesse ou satisfação. Nos momentos em que me contento com o "menos" em detrimento do "mais".
É egoísmo querer a todo o tempo. Mas é puro o que sonho. Pelo menos para mim e na minha cabeça por vezes deturpada (será?), da realidade.

Frase do dia

Um passo para a frente... e dois outros passos para trás...

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Somos tão pequeninos perante alguns... :')

Pensamento do dia

As horas não passam naquele lugar. Atrasam e repetem-se, vezes e vezes sem conta.
Repetem-se as situações, histórias e reclamações que viram discussões. Desliga-se o cérebro e acorda a máquina. Programada para as mesmas questões e para responder sempre da mesma forma: Maquinalmente.
Aquele lugar onde as horas se arrastam, cheira a tensão, a stress  nervos que a máquina não permite exteriorizar.
Mas a máquina é falível. Nós somos humanos. Há coisas que nem um grito ao ar, cura. Há palavras cheias de raiva que relatam uma burrice extrema de quem não quer compreender. E eu quero explodir... o rastilho está aceso... mas a máquina não deixa e eu engulo um pouco mais a dinamite. Até ao dia...

domingo, 2 de outubro de 2011

Tenho saudades...

Tenho saudades de ser pequenina. De calçar as minhas botas vermelhas de borracha, calçar dois pares de calças e camisolas e sair porta fora pelo orvalho da manhã. Tenho saudades do cheiro das flores logo pela manhã. Das rãs e sapos que encontrava pelo caminho. Das borboletas que me poisavam na cabeça ou no braço. Saudades de ver as joaninhas a andarem pelos meus dedos pondo um sorriso em mim por terem o mesmo nome que eu. Saudades de quando não só eu, mas o mundo, era inocente. Simples. Bonito. Calmo. Saudades de não ouvir os aviões cruzarem os céus, apenas as águias. Saudades da natureza. Saudades de correr pelos montes sem me cansar. De apanhar flores do campo. De me sentar nas pedras altas às quais trepava. Saudades de ouvir a voz da minha mãe ao longe, a chamar-me para almoçar. Saudades de ter um cajado na mão e sentir-me capaz de me defender das raposas, mesmo só tendo 6 anos. 
Agora que 24 se passaram... sinto saudades. De estar no único sítio onde fico realmente feliz. De sair de casa sem me preocupar com os perigos da cidade. De sentir que a vida, demora bem mais tempo a passar.

Pensamento da tarde de domingo

(como eu odeio domingos...)

sábado, 1 de outubro de 2011

Frase da noite...

"(...) depois acordávamos e hum hum...mmmmm!"

E esta...

... tem sido a minha cara ao ler as últimas páginas do Henry... quando pensei que a coisa não podia ficar mais obscena e estranhamente estranha, viro a cara e... shocking!!!

Missing...

Finalmente... Já tinha saudades tuas... querido fim-de-semana!!!