terça-feira, 6 de novembro de 2007

Mentalidades de estacionamento


Somos realmente um país pequeno! De dimensões e de mentalidades, pois só aqui continuamos a assistir a notícias que só nos podem fazer sentir vergonha de ser portugueses!
É engraçado como todos condenam a falta de direitos das mulheres no estrangeiro, mas no nosso país ajudam a excluí-las...
Ouvi com bastante desagrado as notícias que relatavam um shopping onde 8 dos lugares de estacionamento eram maiores e destinados a mulheres e o respponsável de tal insulto sem (desculpem-me a expressão), "tomates" para afirmar o real motivo da construção dos lugares... Se tivesse dito logo que era porque as mulheres não sabem conduzir, ficava-lhe melhor, escusava de provar que era tão contraditório e que na sua afirmação em tom de gozo, não reparou que também acabou por falar mal dos homens, ao afirmar que só eram "(...) maiores para as senhoras poderem entrar com as compras", e os homens? São uns incapazes? Ou terão perdido o cavalheirismo para carregar os sacos das senhoras?
É, parece desculpa de gaja que enfiou a carapuça... pensem o que quiserem, afinal de contas não preciso de provar nada, a minha condução fala por si... Vamos a factos para não dizerem que sou eu revoltada ou num acto extremo de feminismo...
Começamos pela escola de condução: 90% (ou mais), dos instrutores são homens- quem é que ensina as azelhices às mulheres? E mesmo que nos acusem de passar graças aos nossos atributos físicos, a culpa continua a ser dos homens que revelam pouca concentração na condução e no ensino da mesma!
Vamos à estrada: Dos trágicos acidentes que somos bombardeados nas notícias, quantas foram as mulheres envolvidas? Poucas, muito poucas, tão poucas que não me ocorre nenhuma a não ser esta que se ouviu este fim de semana, contra dois acidentes que também ouvimos que resultaram na morte de uma criança de seis anos e de treze pessoas no acidente do autocarro, culpa de homens! Só tenho pena que em % de mortos, haja muitas mulheres que seguiam no lugar do passageiro e muitos condutorES a safarem-se ilesos... até matarem a próxima, quem sabe?
Só lamento que estes srs. se ocupem a fazer graçolas das mulheres, que nos dias de hoje só lhes fica mal, e não pensem em ceder os lugares a portadores de deficiências, sim porque para esses há muito poucos! Em alguns sítios só os há porque são obrigados por lei!
Homens e mulheres bem que tentam ser diferentes... Na condução é ela por ela... há os azelhas masculinos e femininos, mas não é isso que me importa... O que me interessa é apenas saber quais é que matam... Se as mulheres que conduzem um caminho inteiro a fazer azelhices, ou os homens que vão a olhar e a rirem-se das azelhices delas e que ficam pelo meio do caminho porque entretanto não viram o poste que tinham à frente!
Mesmo assim, deixo aqui uns links, para quem estiver interessado em ser machista*****

http://jn.sapo.pt/2007/10/28/porto/shopping_lugares_para_mulheres_e_mai.html
http://www.alcoologia.net/Frames/fr_inftem10.htm
http://www.hi5.com/friend/group/2438629--Acidentes+de+via%25C3%2583%25C2%25A7%25C3%2583%25C2%25A3o-testemun--front-html

6 comentários:

johnny D disse...

Relativamente aos lugares exclusivos para as mulheres, acho que é descriminatório e completamente desnecessário. Estão a passar um atestado de burrice e azelhice às mulheres quando, como tu bem dizes, são os homens a conduzir de maneira mais perigosa e a causar mais acidentes.
Vi as fotografias do acidente de mota e fiquei impressionado. Como tu bem sabes, conduzo uma mota e tive um acidente há pouco. Por acaso não tive culpa, mas a verdade é que por vezes conduzo de uma maneira pouco aconselhável. Este meu testemunho dá-te razão neste post; de qualquer maneira pretendo melhorar a minha condução - a vida é demasiado precisosa para se perder de uma maneira tão estúpida.

Omitígeli disse...

Strawie, não concordo contigo em certos pontos, por isso vou dizê-los para ver se não achas que estás a ser um bocadinho extremista... ;)
Dizes que a maior parte dos instrutores são homens e que por isso, se as mulheres conduzem mal, a culpa é deles. Não posso concordar que acredites que a transmissão do conhecimento é assim tão linear! Eu posso passar dois anos a treinar diariamente com o Cristiano Ronaldo que nunca vou ser um jogador como ele, posso passar dois anos a treinar com o Fernando Alonso que nunca vou ser um piloto como ele!!!
A outra questão que falavas era na quantidade de acidentes que se ouvem falar diariamente. Sim, é verdade que os homens participam em mais acidentes do que as mulheres, mas também existem mais homens com a licença de condução do que as mulheres, por isso não sei até que ponto é este argumento válido...
Em relação aos lugares de estacionamento, já nada me admira... As mulheres querem (e bem) igualdade de direitos e de oportunidades e o que é que nós temos?? Lugares de estacionamento privilegiados, cotas mínimas que os partidos têm que apresentar nas suas listas que apresentam a sufrágio, dias internacionais, reportagens das mulheres que fazem trabalhos tendencialmente reservados para os homens, etc...
Nos outros países temos mulheres a serem eleitas para serem Presidentes da República (Argentina) e mulheres a concorrerem para a Casa-Branca!!
O que é que as portuguesas preferem?? Eu continuo a achar que muitas preferem, de certeza, os lugares de estacionamento preferenciais!!
Beijinhos

Strawie disse...

Caro Omitígeli, sem dúvida que fui um pouco extremista, mas mesmo porque me enerva a constante discriminação, embora que disfarçada, das mulheres... mas acredita que o que mais me irrita, não é o machismo, é mesmo aquela quantidade de mulheres que acham isso muito bem.. são os azelhas (homens e mulheres), que nos fazem perder a vida...
Quanto ao cristiano e ao alonso, quem te garante a ti que não conseguirias ser assim? Acreditas assim tão pouco em ti? Ou achas mesmo que eles são seres diferentes de nós? O que eu acho, é que por haver pessoas que se rebaixam dessa maneira, não se esforçam por melhorar... e em vez de aceitarem que nos deem as coisas, deveriam lutar por elas!! Onde paira a velha lógica do "se ele consegue eu também consigo"?
Não me leves a mal por favor, mas acredito que as pessoas não precisam de abébias só porque são mulheres ou uns coitadinhos...
Beijinhos

Omitígeli disse...

Strawie, nunca te poderia levar a mal porque o que aqui se passa é uma fantástica e saudável troca de ideias! O exemplo que eu quis dar foi o de que não é num curto espaço de tempo que se conseguem adquirir competências que estes atletas adquiriram (falo do exemplo do Ronaldo e do Alonso) com muito treino e com vários anos de experiência. Podemos conseguir transmitir as ferramentas necessárias para determinada pessoa alcançar determinado objectivo, mas estas mesmas ferramentas têm que ser atribuidas às pessoas desde cedo para lhes dar oportunidade de adquirirem a sua própria experiência resultante da sua própria vivência.
Digo isto em relação ao teu argumento que, segundo o que eu percebi, como a maior parte dos instrutores de condução são homens, eles é que são os responsáveis pela má condução das mulheres!
Não concordo...
A discriminação perdura e irá perdurar durante muitos mais anos, seja em relação às mulheres, aos homossexuais,aos pretos, aos velhos, etc... A discriminação em relação às mulheres no entanto é a que se encontra mais dissimulada, mas no entanto existe de forma absolutamente frequente... Já ouviste falar dos "yoptimal mulher" que é um iogurte feito apenas a pensar nas necessidades biológicas femininas? E o que dizer dos anúncios do leite pró-calcio em que só aparecem mulheres a prestar os seus depoimentos? E dos iogurtes para o funcionamento intestinal? Os homens também têm prisão de ventre!!
O que estas empresas fazem diariamente é discriminação do género feminino!

Bem, não me alongo mais senão isto fica muito chato de ler!!

Beijinhos

Strawie disse...

Não digo que a culpa da má condução das mulheres venha dos homens... acredito que nisso todos somos como os bébés.. chegamos lá e não percebemos nada, eles é que nos ensinam como usar as ferramentas... o k eu acho é que nem sempre nos ensinam as melhores coisas.. mas no final acho que a culpa é da prisão de ventre dos homens... voçes irritados e de barriga cheia descarregam (cruz credo) em nós :P
É na boa!!! Beijos

johnny D disse...

De facto neste aspecto concordo com o omitígeli. Os instrutores de condução não serão certamente os responsáveis pela má condução de alguns/algumas, até porque eles estão ali para nos ensinar, não é verdade? O que poderá haver é melhores e piores instrutores, mas agora instrutores que nos ensinam mal as regras de condução...nisso eu não acredito. De qualquer maneira não te quis atacar com este meu comentário, strawie, obviamente. É só a minha opinião. Beijo *